26/02/2011

Playlist


Vamos lá para a minha primeira listinha de músicas!

Avril Lavigne - DarlinA loira compôs essa música quando tinha 15 anos, mas só lançou agora no álbum Goodbye Lullaby que por sinal me surpreendeu. Graças a Deus ela não continuou aquilo que foi o The Best Damn Thing porque né!


Counting Crows - Good Time“Ele não sabia o que fazer, ele apenas queria olhar bem pra você. Então a rapidez dele em dizer pra você o que ele fez hoje. Mas ele não pensava sobre o que dizer. Eu acho que você irá ouvir de qualquer jeito.”


Gnarls Barkley - Crazy: Muitos devem conhecer essa, mas é histórica e merece estar numa playlist nossa. Lembra muito o Tim Maia, mas numa versão mais hum.. tecnológica talvez. 


Natasha Bedingfield - Pocketful of Sunshine: Estão a fim de cantar, pular e dançar? Então essa é a música que vocês precisavam para desopilar e relaxar a mente. Foi lançada em 2008 e agora em 2010/20011 voltou com tudo após entrar na trilha sonora do filme Easy A. 


Neri per Caso Feat. Mario Biondi - What a Fool Believes: "But what a fool beliieeeeves he seeeees. No wise man has the pooower." 


Sick Puppies – My World: Uma das melhores. É do álbum Dressep Up as Life. 

Switchfoot - Daisy: Não sei como descrever essa música, só ouçam, sintam e tirem suas conclusões.


The Dolphin's Cry - Live: "Will leeeead us, all right. Loove will lead us, she will lead us. Can you hear the dolphins cry?" 

The Strokes - Under Cover of DarknessMúsica nova dos carinhas aí. O álbum ainda não foi lançado, mas se seguir nesse mesmo estilo já deu pra ver que será Ó.T.É.M.Ó! 

Yellowcard - Dear BobbieEssa música é pra ouvir e se apaixonar. Só não gosta quem não conhece. Tudo nela é perfeito (letra, melodia, tom). A história contada na letra é bem bonita também.

22/02/2011

Melancia - Marian Keys



Você gosta de ler? Se sim, ótimo, é sinal que nós temos coisas em comum. Se não, que tal tentar conhecer um pouquinho mais a fundo o mundo dos livros?

Um bom começo é ir pelos Best-Sellers ou com um gênero que se identifique. Foi com o objetivo de incentivar quem quer que fosse a adquirir o hábito da leitura que eu decidi começar essa nova tag no blog. Sempre que eu terminar de ler algum livro bacana, ou lembrar um que já li e gostei posto aqui algum tipo de resenha e indicação pra vocês. Já havia feito algo do tipo antes, mas não com frenquência. Espero que o objetivo seja alcançado dessa vez e que vocês se divirtam, afinal não tem nada mais gostoso que viajar sem ter que sair do lugar, tem?

O livro da vez é Melancia da autora Marian Keys. Aposto que você já, pelo menos, ouviu falar dele.  Afinal, o livro está na lista dos mais vendidos da Inglaterra o que fez com que a autora tenha vendido os direitos de publicação por um preço bem salgado para outros países como Alemanha e Estados Unidos. É um livro bem feminista que mostra os sentimentos e devaneios de uma mulher na faixa dos 30, abandona, grilada e um tanto quanto despretensiosa.

A história se passa em sua maioria na Irlanda e fala sobre Claire, uma mulher que acabara de ser chutada pelo marido porque segundo ele, conhecera outra pessoa. Isso ainda na maternidade assim que ela dera a luz a seu bebê. Depois desse episódio, tudo que lhe resta é voltar para a casa de seus pais em Dublin para tentar se acalmar e entender a situação. Descrevendo assim, até parece que é um livro de drama, né? Mas muito pelo contrário. De maneira bem descontraída e irônica Claire conta os acontecimentos de sua vida com um humor bem peculiar.

Enfrentar o fim de seu casamento, ser mãe solteira e de primeira viagem, já que James (seu marido) não dera as caras após a notícia bombástica, lidar com sua família de lunáticos e ainda com seu corpo gordo e verde de pós-gravidez como o de uma melancia não vai ser tarefa fácil para uma pessoa sempre tão expansiva como ela. Mas quando tudo parece dar errado, Claire conhece alguém que fará com que ela veja a si mesma de maneira diferente. Uma história meio água-com-açúcar e previsível, porém envolvente e cativante. E com um desfecho que nos leva ao velho ditado: o que não mata, fortalece.  

20/02/2011

Não passei. E agora?



Muita gente, assim como eu, enfrentou a batalha do vestibular, ou ENEM como preferirem, no fim do ano passado. E agora é hora da lista de aprovados. Todas as suas expectativas e desejos serão decididos se o seu nome estiver ou não naquele pedacinho de papel. Mas alguns, infelizmente, não tiveram tanta sorte dessa vez e não conseguiram passar.
Se for esse o seu caso, bem-vindo ao clube! Mas nada de desespero e muito menos arranque de cabelos. Claro que a tristeza e a decepção são inevitáveis em um momento como esse, mas não é por isso que você deve jogar tudo pro alto e desistir de um sonho. Agora, mais do que nunca é tempo de se esforçar e lutar para tentar mais uma vez. 
Você acha que já fez tudo que pôde? Então é hora de tentar alcançar o impossível, lutar sem vacilar e estudar como nunca. Se você acabou de sair da escola e esse foi seu primeiro vestibular, não se preocupe, acontece com quase todo mundo. Passar de primeira não é tão comum como se pensa. Se você já tentou outras vezes, pense pelo lado bom, você adquiriu experiências e agora pode estar bem mais preparado que seus concorrentes.
Seja qual for seu caso, a regra é não desistir e ir atrás do que deseja. Lembre-se, vestibular é uma prova que exige bastante dos candidatos por isso todo tipo de aprendizagem é válido. Mas não extrapole os limites, saiba dividir seu tempo, não abandone completamente o lazer e desfrute da presença das pessoas que você gosta. Algumas boas dicas para a hora dos estudos é mantenha a concentração, monte um horário de estudos alternando as matérias que você menos gosta com as suas preferidas e assista o noticiário com frequência.
Não importa como você faça, ou qual seja a sua melhor maneira de aprender, o importante é manter a calma e chegar lá, no fim das contas todos temos mais uma chance.

19/02/2011

The Pretty Reckless


A vez agora aqui no QP é da banda recém-criada em 2009 pela atriz de Gossip Girl Taylor Momsen! The Pretty Reckless é formada atualmente pela americana, atriz e vocalista Taylor Michel Momsen de apenas 17 anos, Ben Phillips no backvocal e na guitarra, Jamie Perkin na bateria e Mark Damone que fica com o domínio do baixo. Eles mandam muitíssimo bem no rock, ou mais precisamente no pós grunge.
De acordo com a cantora, a banda foi criada quase como acontece num roubo. Certo dia ela se encontrou com Kato Khandala (produtor) o qual lhe apresentou Ben Philips e então passaram a escrever canções juntos.  A partir daí, entra a cena do ‘pseudo-furto’: foi algo como "Ei, caras, querem entrar em outra banda? Eu meio que os roubei e nos tornamos amigos e não me importo por ser a mais nova do grupo - e garota" disse.
Pretty Reckless conta com um único álbum de estúdio que teve lançamento em agosto de 2010, chamado Light Me Up (Download) e dois EPs: The Pretty Reckless e  Unreleased, ambos do mesmo ano do disco. O primeiro single foi o Make Me Wanna Die o qual teve um lançamento de vídeo viral:


Outras músicas que se destacam são as My Medicine, Superhero,  S.U.S, Zombie e Factory Girl. Mas as outras com certeza não ficam para trás, não! Olha só um mash up que fizeram da música Love the Way You Lie, originalmente cantada pelo Eminem e Rihanna.
O som que The Pretty Reckless é do tipo que ouvimos não porque fica grudado na nossa cabeça, mas porque realmente é um trabalho bem feito que dá gosto de ouvir principalmente quando tudo o que você quer é ouvir música e nada mais. Para quaisquer outras informações, visitem o site brasileiro PrettyRecklessBrasil.

"Eu quero fazer grandes discos. Quero compor canções incríveis. É o que eu quero para o resto da minha vida. Espero fazer um álbum melhor que o outro. Só peço que ouçam o meu álbum. Pelo menos me dê uma chance e sinta-se livre para me odiar ou não. Eu detesto várias coisas, mas não julgo antes de conhecer porque isso não é justo. Nunca se sabe, você pode se surpreender” Taylor M. 


Forever alone?


Atire a primeira pedra quem nunca teve sua época de forever alone. Quando seus amigos estão pra cima e pra baixo com os namorados do lado. É uma época de vida caseira, afinal, quem quer sair pra ficar segurando vela? Essa semana tivemos o tão falado Valentine's Day, onde os apaixonados americanos se presentearam com bombons, ursinhos de pelúcia e tudo mais que uma dia dos namorados tem direito, um terror para alguns solteiros inconformados.
Todo mundo já teve seu momento de ficar sozinha e apenas observar o mundo com os olhos solitários. Mas por que isso tem que ser algo ruim? Pra muitas pessoas essa é uma fase muito boa da vida, onde você pode tomar tempo pra si mesma, fazer o que bem entende sem ter que dar explicações do tipo "Onde você estava noite passada?" e "Por que não atendeu o telefone?". É um momento de libertação, de auto-conhecimento, ampliar os horizontes. Tudo depende da forma como você vê as coisas e encara a realidade.
Se você prefere ficar se martirizando e reclamando a ponto de afetar sua auto-estima, isso já passou a ser um problema. Algumas pessoas realmente têm a necessidade de ter alguém ao lado pra compartilhar o que quer que seja, mas, entenda como quiser, quando você vê uma mulher sozinha em uma cafeteria mergulhada em algum livro que parece ser interessante o que pensa? É alguém que foi abandonada pelo namorado e agora tem que encarar tudo sozinha, ou uma mulher forte e independente que gosta de ter algum tempo pra si mesma?
Depois disso, pense em qual lado das duas suposições você gostaria de estar e depois faça acontecer. Acredite, tudo se torna realmente melhor e mais agradável quando você percebe que estar sozinha, não é tão ruim assim. Até porque há quem diga que ser forever alone é um estilo de vida.

13/02/2011

Mundo Otaku

Meu vício em séries já não é mais surpresa pra ninguém, principalmente pra vocês. Mas há alguns meses eu descobri um mundo fantástico. Imaginem Thana Sampaio no País das Maravilhas. Ou quase isso.
Você já ouviu falar em Doramas? Não? Então deixe-me apresentá-los a vocês, caras mortais que não sabem o que é o paraíso.
Doramas são como pequenas novelinhas asiáticas, ou séries, como preferir. Existem vários tipos dessas obras primas e cada uma mais viciante que a outra. Tem os dramas mais adultos, pra gente mais crescidinha ou até pra quem gosta de umas histórias mais maduras, os colegiais (meus preferidos) que contam histórias muito fofas com personagens super engraçados e surreais, dentre outros. A maioria dos enredos são tirados de mangás (quadrinhos orientais), o que já permite um maior interesse do público alvo (tipo eu). Esses dramas tem menos episódios que as séries americanas que estamos acostumados, mas alguns fazem tanto sucesso que já contam com mais de uma temporada, episódios especiais e até filmes.
Pra que vocês se situem melhor nessa fantástica fábrica de sonhos (quanta analogia não?), que tal conhecer alguns dos meus dramas favoritos?


Hana Yori Dango - Japão


Makino Tsukushi, personagem principal, é uma garota de uma familia pobre que, apesar das dificuldades financeiras, conseguiu ser admitida em uma escolade pessoas extremamente ricas. Nessa escola os alunos esbanjam suas vantagens financeira, porém, os que mais se destacam são um famoso grupo de quatro rapazes chamado de Flower Four, os F4, que são os herdeiros das mais poderosas famílias do Japão. Pelo poder financeiro dos seus nomes, eles ditam as regras na escola, passando por cima até mesmo dos professores e diretores. Nessa escola, receber uma papel vermelho do F4, é como receber uma sentença de morte. Quem recebe a tarja, é maltratado cruelmente pelos outros alunos, até sair da escola. Porém, depois de um incidente, onde Makino não pôde ficar calada diante da injustiça do líder do F4, ela recebe a Tarja Vermelha. A partir daí, sua vida nunca mais foi a mesma.
Fonte e Download: Central de Animes


Playful Kiss - Coréia

Baseado no mangá Itazura na kiss, Oh Ha Ni é uma estudante desajeitada que se apaixona pelo perfeccionista, Baek Seung Jo. De qualquer modo, Seung Jo é indiferente a ela e rejeita o seu amor. Quando a casa dela é destruída, ela e seu pai se mudam para a casa de um velho amigo do seu pai. Acontece que Seung Jo é o filho deste amigo e a Ha Ni tem a oportunidade de estar perto do cara que ela ama. Será ela capaz de mudar o coração do Seung Jo?
Fonte e Download: Ohayo Dramas




Hana Kimi - Taiwan

Hua Yang Shao Nian Shao Nu é um drama taiwanês baseado no mangá japonês HanaKimi. Rui Xi é uma garota que vive nos Estados Unidos e se apaixonou profundamente por Zui Quan, um atleta de salto em altura, o qual ela admira desde do dia que viu uma apresentação dele na TV. A admiração é tanta que Rui Xi convence seus pais a deixarem ela ir estudar em Taiwan no colégio onde Quan estuda. O único problema nisso tudo é que Quan estuda em um colégio exclusivo para homens, sendo assim, nossa protagonista vai estudar em um colégio masculino. Imaginem as confusões que essa menina, ou melhor, menino irá aprontar! Isso tudo em busca do verdadeiro amor.
Fonte e Download: Animes X Games



É isso, espero que tenham curtido a dica e que meu vício tenha contaminado vocês.

05/02/2011

Tem gente nova por aqui!

Oi! Como vocês estão? Ansiosos pelas mudanças e curiosos pra saber quais as novidades que vão aparecer por aqui, não é? Então, sem mais delongas, devo apresentá-los à nova integrante da (ainda em andamento) equipe do Quando Percebi: Luana Andrade.

Como alguns de vocês, ela também é leitora assídua do blog e de vez em quando me dava umas cutucadas me perguntando quais seriam as novidades e as novas postagens que apareceriam por aqui. Como eu já expliquei nesse post, esse ano será bem mais complicado dar as caras pela internet e ainda dedicar o tempo realmente necessário para atualizar o blog, então nada mais justo que formamos uma equipe igualmente talentosa e capacitada pra me ajudar a trazer pra vocês tudo do bom e do melhor.

Eu conheço a Luana de longa data, então já sabia das habilidades dela pra escrever sobre diversos temas (até já postei alguns textos dela aqui), assim como sabia que um dos seus preferidos é o mundo da música. Sempre antenada com as novidades musicais, é, na maioria das vezes, do Twitter dela que eu atualizo minha playlist. Bom, de agora em diante, a nossa tag musical é dela. Nos atualizando com as news desse universo maravilhoso como lançamentos de cds e videoclips, cantores destaques, músicas do momento, eventos, playlists e tudo que tiver direito.
Então, que tal uma rapidinha?

Nome: Luana Andrade
Idade: 17 anos
Onde mora: Fortaleza - CE
Uma música: Losing Grip - Avril Lavigne
Um livro: O corpo morto de Deus - Giselda Laporta Nicolelis
Um filme: Trilogia Efeito Borboleta
Um site: glords.com
Uma paixão: Música
Um sonho: Alcançar a liberdade.
Descreva-se em poucas palavras: Uma menina tímida que perde algumas oportunidades por conta disso, mas que quando esta focada em algo, à sua maneira, vai até o fim. Certamente você vai ter dificuldade pra fazê-la mudar de um ponto de vista. 
Twitter: @oiLuanaAndrade

Você também ficou na vontade e acha que também dá conta do recado e quer participar do QP? Então mande um e-mail pra quandopercebi@hotmail.com com seus dados e algum post modelo sobre qualquer assunto como variedades, comportamento, fotografia, moda, whatever... sinta-se a vontade para criar.

04/02/2011

Ela está chegando com tudo: Jessie J.!


Já viu esse rosto antes? Sim? Não? Pois é, ela é a nova promessa de 2011 do cenário pop. Jessica Ellen Cornish começou cantando no teatro aos 11 anos e já aos 18 a compor músicas para astros como Chris Brown, Christina Aguilera, Miley Cyrus (o hit Party in the U.S.A.) e o todo lindo Justin Timberlake. Hoje, aos 22 anos de idade, a queridinha foi intitulada pela BBC Sound of 2011 como a nova sensação e até já confessou querer o lugar de diva musical, pode?!

A jovem britânica passou por sérios problemas de saúde ainda adolescente, o que não a fez desistir de um espaço na música. No ano passado, em 2010, teve seu som Who You Are na trilha sonora do filme Step Up-3D e o Sexy Silk no longa Easy A. Ela anda esbanjando glamour, ousadia, muita simpatia e ditando moda por onde passa, até já saiu em várias capas de revistas famosíssimas.
A garota recentemente anunciou o lançamento do seu primeiro álbum - Who You Are, que já teve a estreia adiantada para o dia 28 de fevereiro e se encontra na pré-venda no site Play.comEste contará também com dois singles, o Price Tag que tem parceria com o .B.o.B e um clipe muito fofo juntamente com uma letra super bem bolada, e o Do It Like A Dude que segue o lado mais maloqueiro da cantora. Confere aí!



Gostou do que viu? Vamos esperar o cd sair e tirar as conclusões desse primeiro trabalho de Jessie J. Enquanto isso, siga a aspirante a diva pop no twitter @jessiejofficial e fique atento às novidades.


Por Luana Andrade.

02/02/2011

I'll be back.



Olá pra você que me aguenta! Como está sendo seu ano novo? Tá com saudade dos posts né? 
É, eu sei. 
Eu poderia escrever linhas e mais linhas sobre a minha ausência e o motivo de tanta demora em, pelo menos, dar uma satisfação por aqui. Mas, para facilitar tanto a minha vida, quanto a sua leitura, vamos dizer que esse não tem sido o melhor momento para a minha conexão com a web, afinal, a internet decidiu que não gosta de mim. O que eu posso fazer? Não dá pra fazer as pazes com uma coisa tão temperamental como meu computador. 
Anyway, também não vou fazer promessas e dizer que tudo vai voltar ao normal de agora em diante porque eu vou tomar vergonha na cara e postar com mais frequência, porque provavelmente eu não vou. Esse ano, pelo o que já estou vendo vai ser de pura ralação e aquela coisa de 'pegar no pesado' vai rolar solta por aqui, horas e horas de sacrifício pra ter alguma recompensa no final do ano no tal vestibular. 
Contudo, todavia, entretanto, farei o possível para dar algumas fugidinhas da escravidão estudantil para poder atualizá-los com as inúmeras idiotices que saem da minha cabeça e que vocês fazem questão de ler. Vai entender. Já tenho até algumas em mente, vou tentar passá-las pra cá o mais rápido possível só pra deixar vocês com um gostinho de quero mais. Sou má. Ha.
É isso pessoas do mundo, paciência com essa pobre mortal aqui ok?
-xoxo