01/12/2010

Verão


Quase um ano se passou desde o início de um quase história de amor. Passei por estações complicadas em uma montanha russa de sentimentos, ora feliz por encontrar uma grande paixão, ora triste por perdê-la e feliz novamente por descobrir que a vida é muito mais do que parece ser. Mas existem pessoas que em alguns momentos se transformam em anjos da guarda, pessoas que te ajudam a descobrir um jeito diferente de ver o mundo. Quando você está feliz, elas são as primeiras a dar pulinhos junto com você, quando está triste é no ombro delas que você chora. Esses seres que chamamos de amigos são as mais belas obras da natureza, nenhuma flor se compara em beleza assim como nenhum floco de neve se compara em pureza. O verão chegou com uma alegria enorme dentro de mim, uma vontade de aproveitar a vida ao lado daqueles que viram cada pedaço de mim ser destruído e reconstruído em tão pouco tempo. Os raios de sol refletiam o brilho de nossos sorrisos, a energia de nossos abraços e até as idiotices das nossas conversas sem cabimento. Um novo ano começou e depois de tantas experiências, em sua maioria significativas, é bom saber que tudo foi para um aprimoramento e um aprendizado que nem o maior amor do mundo pode pagar. Encontrar um novo affair? Talvez. Mas amigos, esses sim são pra vida toda.