15/10/2010

Jane Austen


Considerada muito a frente de seu tempo por muitos, Jane Austen vem sendo uma das mulheres mais inspiradoras pra mim nos últimos anos. Seus romances retratavam de forma quase explícitas as peculiaridades de sua época. Sua vida e suas experiências adquiridas ao longo dela eram fontes de ideias para suas narrativas. As obras dessa autora me encantam cada dia mais e acho mais que merecido dedicar um post a essa grande dama da literatura européia e espero que ela adquira uma importância na vida de vocês assim como tem na minha.
Jane nasceu em Stenventon, Hampshire, no Reino Unido em 1775. Foi a sétima filha de uma família pertencente a burguesia agrária, tendo apenas sua irmã Cassandra, que veia a ser sua confidente, e ela como mulheres. Nunca se casou, porém há relatos que tenha vivido um breve romance com o jovem Thomas Lefroy aos 20 anos. 




Suas obras de maior reconhecimento foram Pride and Prejudice, Sense and Sensibility, Emma e Persuasion, na qual não foi terminada em razão de sua enfermidade que a levou a morte em 1817 aos 41 anos. Em seus últimos suspiros ela falou "Não quero nada mais que a morte." Austen tem sido alvo de estudos acadêmicos em diversas classes e idades. Seus romances aparentemente inocentes podem ser interpretados de diferentes formas. 
Tanto a vida como a obra de Jane são frequentemente retratadas em filmes e documentários. Como O clube de leitura Jane Austen. Um dos mais recentes filmes sobre sua vida foi Amor e inocência onde a escritora é vivida pela queridinha Anne Hathaway. Em relação a seus livros, a adaptação de Orgulho e Preconceito é o meu preferido, onde Keira Knightley interpreta a personagem principal Elizabeth Bennet. 


Espero que tenham gostado de conhecer uma pouco sobre essa mulher tão forte mesmo em meio aos costumes conservadores de seu tempo. E até mais!